190401_MIDIAS-1TAB-MARINGA

A Procuração Pública é o documento em que o interessado, chamado outorgante, nomeia alguém de sua confiança, o procurador ou outorgado, para representá-lo em certos atos da vida civil, como assinar contratos e Escrituras Públicas de Divórcio, Casamento, Compra e Venda, entre outros.

O documento envolve confiança e, por isso, quando este vínculo é quebrado de alguma forma, é possível que o outorgante peça a revogação da procuração, a qualquer momento.

O instrumento possui várias finalidades e, para sua lavratura, é indispensável que o interessado expresse os motivos para requerer o documento, assim como delimitar os poderes do interessado. É possível também definir o prazo em que o outorgado terá tais poderes.

Como fazer Procurações?

Para fazer uma Procuração Pública é necessário que o interessado compareça a um Tabelionato de Notas com os documentos pessoais originais (RG e CPF), assim como os dados pessoais do procurador eleito (nome completo, estado civil, nacionalidade, números do RG e CPF, endereço e profissão), que não precisa estar presente.

Finalidades de uma Procuração Pública

– Procuração para Divórcio/Separação;

– Procuração para Casamento e União Estável;

– Procuração para Movimentação de Contas Bancárias;

– Procuração para Administração de Bens;

– Procuração para Matrícula em Cursos e Concursos;

– Procuração para atos da vida civil, no geral.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *